Alerta de SMS

This is some blog description about this site

ASMA RELACIONADA AO TRABALHO

ASMA RELACIONADA AO TRABALHO

O que é a asma ocupacional?

A asma é uma doença pulmonar caracterizada por episódios recorrentes de aperto no peito aperto, chiado, tosse e falta de ar. Ela está associada com o meio ambiente, genética e outros fatores.

Como ela ocorre?

 

Na ilustração abaixo podemos ver  a estrutura do lado esquerdo é uma via aérea normal e saudável. Num ataque de asma os músculos ao redor da vias aéreas são apertados, causando menos circulação de ar. O Inchaço também diminui as vias respiratórias, provocando muco e entupindo-a, conduzindo a doença.

b2ap3_thumbnail_asma2.png

Como ela se divide?

A asma relacionada ao trabalho pode ser classificada em dois tipos: asma agravada pelo trabalho e asma ocupacional; de acordo com o conhecimento da etiologia e fisiopatologia (Tabela 1).

Tabela 1 – Tipos de Asma Relacionada ao trabalho

Asma Relacionada ao Trabalho

 

1 – Asma agravada pelo trabalho

Pacientes com asma preexistente ou concomitante, que não se iniciou por exposição ao local do trabalho, porém torna-se pior pelo ambiente ocupacional.

 

 2 – Asma ocupacional

2.1 – Síndrome da Disfunção Reativa da Vias Aéreas (RADS) (Asma Induzida por Irritantes)

2.2 Asma Ocupacional Alérgica (Asma Ocupacional associada à latência)

      2.2.1 – Causada por substâncias de alto peso molecular

      2.2..2 – Causada por substâncias de baixo peso molecular.

 

Quais são os principais fatores que predispõem a asma agravada pelo trabalho?

 

 - Fatores ligados ao local do trabalho – exposição a substâncias químicas e suas concentrações; não observância das condutas de segurança; má higiene industrial;

 - Variantes climáticas – altos níveis de poluentes oxidantes; inversões térmicas; condições do vento; alérgenos sazonais;

-  Fatores genéticos – polimorfismo alélico associado a atopia;

-  Fumo – tabagismo e outras drogas como a maconha cujo consumo, mesmo de alguns poucos cigarros, pode causar severo dano epitelial e o crack;

- Infecções respiratórias – virais, Clamydia ou Mycoplasma, sinusites infecciosas;

Hiper-responsividade brônquica não-específica;

-  Diversos – sensibilidade à aspirina, refluxo gastresofagiano, efeitos adversos de certos medicamentos como inibidores da ACE e ß-bloqueadores.

   Quais são os agentes industriais que mais causam a Síndrome da Disfunção Reativa da Vias Aéreas (RADS) (Asma Induzida por Irritantes)?

b2ap3_thumbnail_tabela.png

Quem está mais predisposto a ter asma ocupacional?

 Qualquer um pode estar em risco de ter asma relacionada ao trabalho. O fator de risco mais importante é a exposição à substância que gera a asma. Estudos em indústrias de alto risco descobriram que quanto maior o risco de exposição, maior a prevalência WRA. Entretanto em alguns casos, quando vários trabalhadores experimentam o mesmo nível de exposição, apenas uma proporção pequena desenvolve WRA, sugerindo que fatores individuais do trabalhador podem desempenhar uma regra A predisposição genética ao desenvolvimento de anticorpos IgE para os alérgenos (atopia) é o principal fator que predispõe a pessoa a desenvolver asma (especialmente WRA que é desencadeada pelo sistema imunológico). Além disso, a incidência de WRA varia de indústria para indústria dependendo dos tipos de produtos químicos utilizados:

b2ap3_thumbnail_tabela2.png

Como a asma ocupacional é diagnosticada?

 A asma é diagnosticada por exclusão de outras condições e pela aquisição de uma história de sintomas recorrentes tais como tosse, chiado, aperto no peito e falta de respiração, bem como obstrução ao fluxo aéreo reversível revelado através de uma função test.1,3 espirometria pulmão WRA é um desafio de diagnosticar porque é difícil diferenciar ambiental por exposições ocupacionais, e porque WRA parece e funciona como outro as formas de asma. No entanto, o diagnóstico é fundamental desde WRA é caro para o tratamento, prevenida, e pode ser parcialmente ou completamente invertida se coincide com o diagnóstico precoce control.2 exposição adequada Um médico pode ajudar a identificar WRA, perguntando sobre a asma sintomas e no local de trabalho actividades. O diagnóstico é suportado por evidências de uma associação entre a via aérea obstrução e local de trabalho exposição (s). Um diagnóstico WRA deve ser considerada em todos os casos de novos casos ou substancialmente deteriorando os sintomas da asma em adults.3 trabalhando

 Quais são as principais recomendações de prevenção em relação a asma ocupacional?

 Asma relacionada ao trabalho é evitável com a prevenção primária, secundária e terciária. A atividade de prevenção primária  procura  eliminar o risco de WRA antes que ele realmente ocorra. A atividades de prevenção secundária incluem exames para detectar WRA para que sejam feitas intervenções imediatas que possam controlar a doença e minimizar o seu impacto caso venha a ocorrer. Por último, as atividades de prevenção terciária ajudam a diminuir o impacto. Na Tabela 2 apresentamos exemplos de uma abordagem da WRA como forma de prevenção.

Tabela 2:

b2ap3_thumbnail_tabela-3.png

 * pode ser antiético e ilegal.

** desde que os trabalhadores tenham os sintomas há menos de um ano e tenham feito acompanhamento 

Onde posso obter maiores informações sobre a asma ocupacional?

- Um dos principais recursos de informação é WRA http://www.asmanet.com/asmapro/asmawork.htm#start. Ela inclui informações categorizadas por ocupação ou nome da substância; por profissão; trabalhos específicos, agentes, incidência; condições de trabalho que causaram WRA, sintomas, informações de diagnóstico e referências.

- portal da Asmanet ou

-  através da publicação inglesa "Asthmagen" do Health and Safety Executive (HSE).

 Fonte:

DHS: PUBLIC HEALTH DIVISION - Putting Data to Work - Oregon Worker Illness and Injury Prevention Program (OWIIPP) - Oregon Department of Human Services, Public Health Division, Office of Environmental Public Health Toxicology, Assessment & Tracking Services Section (TATS)

 

Asma Brônquica/Asma Ocupacional :Dr. Pierre d'Almeida Telles Filho - http://www.asmabronquica.com.br

 

ASMA OCUPACIONAL: O que causa e atividades ocupacionais prevalentes - Ana Paula Scalia Carneiro

 

Serviço Especializado em Saúde do Trabalhador SEST MG- Hospital das Clínicas UFMG 27ª Jornada da AMIMT BELO HORIZONTE 2013

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Avalie esta postagem:
2
PERIGO NA DETONAÇÃO DE ROCHAS: ULTRA LANÇAMENTO DE...
Entendendo as lesões por esforços repetitivos e os...